Resenha: Fangirl – Rainbow Rowell

Hoje vou falar um pouquinho sobre Fangirl de Rainbow Rowell. E, gente… que livro fofo! Eu estava há tempos querendo saber como a Rainbow escrevia, pelo sucesso que foi Eleanor e Park, e as pessoas estavam certas sobre ele (fangirl), é maravilhoso!fangirl-rainbow-rowell-cover-677x1024

O livro conta a história de Cather, que prefere ser chamada de Cath, usa óculos, tem com cabelos castanhos, é um pouco tímida, e tem uma irmã gêmea chamada Wren, que sente necessidade de se diferenciar da irmã quando vão pra faculdade. Sempre foram muito unidas desde que sua mão as abandonou, quando tinham apenas 8 anos. Eram super fãs de Simon Snow, elas tinham uma Fanfic de sucesso que gira em torno do mundo dos magos de Simon e Baz (é bem semelhante a Harry Potter). Mas com a idade vem algumas responsabilidades e assim que foram pra faculdade Cath sentiu que não se encaixava bem naquele mundo de conhecer pessoas novas, mudança de rotina e todas as coisas que a situação impunha, dividia quarto com Reagan que era muito diferente dela, enérgica, sai todos os dias, e tem um amigo chamado Levi, mas acaba se tornando a unica amiga de Cath. Cath quer continuar sua fanfic, e a cada dia que passa ganha mais visualizações em suas histórias. Cath precisa amadurecer e fazer escolhas que serão decisivas no seu futuro.

Se eu contar mais seria spoiler, mas gente… Eu amei esse livro um uma forma inexplicável, todas as situações que Cath passou eu entedia por que sai de casa aos 15. E também sou bem fangirl (muitas coisas em comum hahaha)

2560-fangirl-by-rainbow-rowell-wallpaper

A questão do amadurecimento é muito forte nesse livro, achei Cath muito imatura e relutante no incio, e aquelas atitudes estavam me incomodando, mas depois da metade do livro conseguimos sentir certa mudança em todos personagens. O livro é dividido em primeiro e segundo semestre.

Cath se sentia confortável apenas no mundo de ficção e não queria enfrentar os desafio da vida real, mas não por que não era capaz, mas por que não tinha vontade de fazer a sua própria história. Mas as coisas se acertam e todos os personagens tem o fim que merece. Cath tem algo com Levi tão bonito e natural, ela sente quando ele sorri e eu achei isso tão legal.

É uma leitura leve e divertida, tinha horas que eu dava gargalhadas, virei fã de Rainbow, ela tem sacadas geniais! Demorei pra ler pois estava sem tempo nenhum, mas no único dia livre que tive li metade do livro de uma só vez. Muita gente se divide nas criticas sobre esse livro, pra mim foi uma experiencia maravilhosa! ❤

Páginas: 421

Editora: Novo Século

Ano: 2014

Nota: 8

Anúncios

Assassin’s Creed ganha nova data de estréia

maxresdefaultA série de games, adaptada para livros Assassin’s Creed, agora ganha adaptação cinematográfica. E já ta rolando isso desde 2011 a noticia de que se tornaria filme e finalmente a data de estreia foi revelada. Após uma série de adiamentos foi informado que o filme estreia dia 21 de dezembro de 2016 (se não ocorrer mais nenhum adiantamento até lá).

O projeto será estrelado por Michael Fassbender que é conhecido por seus papéis em “Bastardos Inglórios” e “X-Man: Primeira Classe”. Segundo o próprio autor o filme não será totalmente fiel aos games, devido a quantidade de conteúdo que lá se encontram, quer dar uma identidade própria ao filme criando uma nova versão com novos elementos. diferente do que se via no game.

Vamos esperar noticias mais concretas sobre o incio das filmagens, pois muito pouco foi falado sobre isso. Era esperado que o filme saísse em agosto de 2015, mas devido aos adiamentos de inicio das filmagens se tornou inviável.

Conheça Garota Online, de Zoe Sugg, e toda a polêmica envolvida

Vamos conhecer um pouquinho do livro que ta dando o que falar pelo mundo todo e ainda nem foi lançado aqui no Brasil. O lançamento de Garota Online, esta previsto para esse primeiro semestre de 2015 aqui no Brasil. Será lançado pela Editora Verus.

Sinopse:0001

Garota Online é um livro encantador, que traduz exatamente o que significa crescer e se apaixonar na era digital. Preparados para se encantar?
Com o nickname Garota Online, Penny escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida.
Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum.
De repente, ela percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre.

Pra quem não conhece a autora desse livro, Zoe Sugg é a bloggeira e youtuber. Mais conhecida como Zoella, causou com seu romance de estreia, uma super polêmica com esse livro por vários motivos. Primeiro, na primeira semana de lançamento vendeu 78,000 cópias, batendo o recorde de vendas de J.K Rowling (whaaaaaaaat??). OK, até ai tudo bem, por que Zoella tem um publico gigante, um pouco mais de 7 milhões de inscritos no youtube. Mas com vlogs diários sobre sua vida e rotina, os fãs começaram a se perguntar como uma pessoa como ela, que passa o dia tão ocupada e  consegue encontrar tempo pra escrever um livro. E dai, surgiram varias duvidas na cabeçinha dos fãs que compraram o livro, Zoe teria a ajudinha de um ghostwriter. O que é isso? Escritores Fantasmas (tradução de ghostwriter) são aqueles escritores que escrevem e vendem suas história pra alguém que tenha nome (seja conhecido publicamente) e possa tornar aquele “tal” livro um bestseller. 

Pwqj6zm

Zoella, alega que os personagens e a história é dela, ou seja, o ghostwriter teve o trabalho de colocar cada coisa em seu lugar, desenvolver a história. O Ghostwriter que trabalhou com ela se chama Siobhan Curham, atualmente ele fez em seu blog um post declarando que, por motivos legais não pode dar detalhes específicos sobre o envolvimento com Zoe Sugg, também, que não concordou em participar da obra para ficar “famoso” ou “rico”.

Não vejo problemas em ter um ghostwriter por que ele concorda com toda a descrição que se deve ter, e também a não receber credito nenhum pelo projeto. Quem de nós muitas nunca comprou um livro por ser de tal autor famoso, não sabemos se ele teve algum trabalho com a obra, mas queremos o livro, pelo nome que ele leva na capa. Por exemplo, sou muito fã do Justin Timberlake (sim, sou mesmo) e compraria um livro com o nome dele na capa só pelo simples fato de ter algo relacionado com ele, agora se ele escreveu ou não, não importa. Nossa natureza é assim, infelizmente. Esse é apenas um caso isolado, existem muitos outros, mas este se destacou pela falta de esclarecimento e também pela massa de fãs que a autora tem, que estavam curiosos pra saber como teria sido esse processo tão silencioso para criar um livro, que não é uma coisa de um dia pro outro. Os fãs precisaram perceber, insistir nas redes sociais até algo ser mencionado. Que complicação né, minha gente?

Bom ficou uma situação bem chata, mas nem por isso as pessoas vão deixar de comprar o livro. Adoro a Zoella, e quero o meu também. E ai, qual a opinião de vocês?

#TBRBookJar o que é, como funciona, e como faz uma?

Olá, no post de hoje vou mostrar pra vocês como funciona isso. Eu tenho poucos livros parados na estante, e a maioria é saga, então pra acabar de vez com minha indecisão na hora de selecionar as próximas leituras, aderi o #tbrbookjar pra eu me livrar deles de uma vez por todas, e também pra acabar com aquela velha mania de comprar um livro atras do outro e esquece-los logo depois (eu sei que você já fez isso). Primeiramente #TBRBookJar é a abreviação de “To be read book jar“, que traduzindo pro nosso português mais lindo seria “Jarro de livros para ler“. A ideia da brincadeira é fazer com que os livros que compramos e ficam lá eternamente se acumulando e juntando pó na estante sejam finalmente lidos. Agora que já sabemos basicamente o que é, como funciona? Sabe amigo secreto, que fazemos uma listinha com nomes, cortamos, dobramos e colocamos em um recipiente para fazer o sorteio? É a mesma coisa, só que com nomes dos seus livros. Lembrando que todos (TODOS) os seus livros não lidos devem estar lá. E pra brincadeira realmente funcionar é preciso que a pessoa realmente não trapace. Então é bom seguir algumas regrinhas:

  • Não tirar duas vezes (ex: “Ai não gostei, vou tirar de novo”), se isso acontecer perde completamente o sentido a brincadeira.
  • Não vale colocar livros que você não tem ou pretende pegar emprestado.
  • Todos os novos livros comprados vão para o seu jarro. (e não adianta chorar!)

Seguindo essas regras você honrara todas as dilmas que gastou na livraria. E como faz? IMG_1831 Nesse recipiente eu guardava pincéis de maquiagem, ou seja, você não precisa gastar dinheiro nenhum pra fazer a sua, apenas criatividade. A minha eu fiz assim e só usei materiais que eu já tinha em casa. IMG_1837 As imagens são auto-explicativas, então é só deixar a imaginação aparecer e fazer o seu. O primeiro livro sorteado por mim foi Harry Potter e a Pedra Filosofal, que será minha próxima leitura. IMG_1872 E para inspirar vocês, separei alguns que eu adorei:

Com estrelinhas de papél coloridas:

Se você quiser pode colocar uma frase inspiradora, ou engraçadinha como nesse exemplo:

IMG_1867

É isso, espero que vocês tenham gostado e sejam firmes no desafio, isso vale pra mim também! Até o próximo post ❤

Desafio de Janeiro: Projeto literário de 30 dias

IMG_1818

Olá! Bom, esse mês desde o dia primeiro estou realizando um desafio diário no instagram @blogliteragram (eu sei que já devia ter apresentado ele, eu sei), em que cada dia tenho respondido um pergunta dessas que vocês podem ver acima. Originalmente ele foi criado pela @marimaddox que fez lá pelo mês de agosto.

Esse desafio vai fazer com que o leitor possa conhecer um pouco do meu gosto pessoal, já que o blog tem menos que um mês de vida, e também que o leitor possa interagir.

No dia 31 de janeiro faço um balaço geral aqui no blog sobre esses 30 dias.

Espero que vocês acompanhem e gostem do que eu falo lá!

Resenha: A Lista de Brett – LORI NELSON SPIELMAN

alistadebrett

Bem sucedida na vida profissional, um relacionamento estável com um cara influente e bonito e tudo parece perfeito na vida de Brett. Pelo menos até a morte da sua mãe. Como se a dor da perda já não fosse suficiente Brett se depara com uma circunstancia inusitada: Para ter direito a sua parte da herança terá de cumprir uma lista de sonhos que fez aos 14 anos. Na lista, tem vários sonhos malucos, mas com a inocência de uma adolescente sonhadora, que aos 34 anos Brett ao menos se lembrava da maioria. É claro que sua vida vira de cabeça para baixo, e Brett com relutância aceita o desafio, que rende ao leitor, boas risadas, surpresas, e algumas lagrimas (pelo menos comigo foi assim, rs)

É louca essa conexão de mãe e filha que o livro trás, como a mãe sempre sabe o que é melhor pra gente,e nunca damos ouvidos até que BOOM, o que ela te disse era verdade mesmo. Outro ponto que me marcou muito foi, a relutância todos nós temos para sair da nossa zona de conforto e arriscar novos projetos, Brett representa isso muito bem. Durante o livro todo o leitor se encontra em uma montanha russa de sentimentos que a autora soube muito bem brincar. A gente pode se perguntar o que nossos sonhos de adolescente tem a ver com nossas ambições de adulto, mas não é raro encontrar pessoas tinham algum sonho, projeto, que desistiu pelo simples fato do esquecimento, por se deparar com dificuldades ou ficou com medo do que as pessoas ao redor vão pensar, quando na verdade nada disso importa.

Esse livro te faz querer levantar e ir lá terminar o que você começou, traçar metas e novos objetivos, ajudar as pessoas. Li ele no momento certo, que precisava desse sacode, é por isso que ele foi tão especial pra mim!

“Eu achei que a minha vida tinha sido despedaçada naquele dia, e isso realmente aconteceu, mas, tal como um membro fraturado, hoje ela está mais forte nos pedaços partidos, agora já cicatrizados.” 

O livro é tão despretensioso que no inicio é inimaginável toda a lição que você vai levar dele. É uma leitura leve, muito agradável e descontraída, eu mesma nem vi o tempo passar lendo esse livro, tanto que ainda acho que faltaram algumas paginas no fim, viu dona Lori Nelson?

Pra quem não superou o fim desse livro (assim como eu), pode aguardar um bom filme pois os direitos foram comprados pela “Fox 2000” e será produzido por Hutch Parker, o mesmo diretor de X-Man: Dias de um futuro esquecido.

Nota:10

Espero que gostem desse livro tanto quanto eu!