Resenha: Todo Dia – David Levithan

Já imaginou cada dia ser alguém diferente?

000000000Título: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Nota: 5/5 ❤

Pois é, em “Todo DiaDavid Levithan nos leva para o mundo de A (sim, o nome dele é apenas A), que cada dia acorda em um corpo diferente, em uma vida diferente. Pode ser homem, mulher, alto, baixo, contanto que tenha a mesma idade dele (16 anos) ele pode habitar em seus corpos. A vida dele muda todo dia de acordo com a pessoa que ele habita, mas apesar disso A tem suas experiências e lembranças isoladas das outras pessoas. Mas um dia ele acorda no corpo de Justin e conhece uma garota chamada Rhiannon, namorada de garoto que ele esta hospedado. E por mais que A tome muito cuidado para não influenciar a vida da pessoa em que esta, com suas vontades ele não consegue evitar e se apaixona por Rhiannon.

lidow_2015927212816519

“O momento em que você se apaixona parece carregar séculos, gerações atrás de si. Você sente que tudo levou a isso, que todas as flechas secretas estavam apontando para este lugar, que o universo e o próprio tempo construíram isso muito tempo atrás, e agora você acaba de perceber que chegou ao locar no qual sempre deveria ter estado.”

E então a partir dai, a cada dia A tenta sempre encontrar um jeito de se aproximar dela, e eles começam a entender o quão difícil será se relacionarem com todos esses empecilhos. O que leva eles a uma jornada que mostra de forma muito bonita e a pura de amor. Aquele em que você vê por dentro e ignora o exterior.

“- Nós vamos encontrar um jeito. – Respondo.

– Isso não é uma resposta. Isso é uma esperança.

– A esperança nos trouxe até aqui… Não as respostas”

Minhas impressões:

O livro é voltado para o romance de A e Rhiannon, mas ele expõe muito mais que isso, o autor se preocupou em entender o ser humano, cada tipo de personalidade, fragilidade e vulnerabilidade são expostos nesse livro pelas pessoas em que A habita. O que deixa a história tão grandiosa é a sutileza, David ousou na criatividade sem perder a simplicidade. É um livro especial pelo simples fato de ele ser único, a narrativa é envolvente, e leve!

“A devoção é gratuita. Preferir o medo de estar com a pessoa errada por não ser capaz de lidar com o medo de ficar sozinho. A esperança tingida de duvida e a duvida tingida de esperança.”

Uma coisa interessante de ressaltar também, é a preocupação de A em não perder sua essência, quem ele realmente é, por mais que ninguém veja e ele nunca seja reconhecido por isso, ele se importa e em ser uma pessoa boa.

“Na minha experiência, desejo é desejo, amor é amor. Nunca me apaixonei por um gênero. Apaixonei-me por indivíduos. Sei que é difícil as pessoas fazerem isso, mas não entendo por que é tão complicado quando é tão óbvio.”

Esse livro não é sobre o fim, mas sobre sua trajetória, é delicioso ver as experiencias de A com as pessoas que ele habita, como elas podem influenciar no emocional dele e como ele luta bravamente contra isso para se preservar, e preservar ela também. Mesmo que a situação dele com a Rhiannon esteja parada, você fica envolvido na vida da pessoa em que ele está, e como ele lida com ela.

“O passado não me ofusca, nem o futuro me motiva. Concentro-me no presente, porque é nele que estou destinado a viver.”

Esse livro é indicadíssimo para qualquer pessoa, aprendi muitas lições com ele e sempre lembro como foi satisfatória essa leitura! ❤

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: Todo Dia – David Levithan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s