Resenha: Delírio – Lauren Oliver

IMG_2903Título: Delírio.

Título original: Delirium.

Autora: Lauren Oliver.

Editora: Intrínseca.

Nº de páginas: 352.

Nota: 10 ❤

Sinopse: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Lena é filha de uma simpatizante, resistente (quem acredita no amor e não abre mão dele), que cometeu suicídio quando ela tinha apenas 8 anos. Lena sempre soube que sua mãe nunca foi curada, era infectada com amor deliria nervosa.  E desde então mora com a tia Carol, tio William e suas duas primas.

“Amor, a mais mortal das coisas mortais: mata quando você tem e quando você não tem” Página 307

Então, Lena contava os dias para que chegasse o dia da sua intervenção. Mas antes ela passaria por uma avaliação, onde decidiriam coisas como sua ocupação, e quem seria seu par. Ela queria ser curada, pois não queria terminar como sua mãe, que passou por três intervenções e nunca foi curada, o que era um sintoma da doença muito avançada. Até conhecer Alex, que mexe com os sentimentos de Lena, que mesmo com toda a segregação conseguem se encontrar, ele mostra pra ela o amor, e todas suas formas, como por exemplo o amor que tem pela melhor amiga, Hana, com quem Lena guarda os seus maiores segredos.

“As vezes sinto que se simplesmente ficasse observando o mundo. Simplesmente ficasse quieta e deixasse o mundo existir, às vezes juro, que por apenas um segundo o tempo congela e o mundo para. Apenas por um segundo. E se de alguma forma fosse possível dar um jeito de viver naquele segundo, eu viveria para sempre” página 125

MINHAS IMPRESSÕES:

(não sei nem por onde começar)

Gente, que livro…. ahhhh! Ok, primeiro externamente ele é maravilhoso, a capa é bonita, diagramação bem feita, fonte confortável.

A leitura é bem fluida, eu só estranhei no inicio a escrita por que não tinha diálogos, e quando tinha era um dialogo e ela pensava o resto da pagina até responder algo. Mas eu entendi, que tudo o que ela explica ali é pra entendermos bem como funciona, não só o sistema do governo, mas como Lena lida com isso. Falando nessa personagem, ela é muito bem construída, Lena é decidida e acredita no que sabe até que provem ao contrario. No inicio achei ela muito alienada, como se não quisesse ver o que realmente acontecia a sua volta, mas eu a entendi pelo trauma do passado sangrento de sua família possa ter causado nela isso, o medo.

E o que eu mais gostei é que a personagem não acorda em um belo dia e muda totalmente de opinião, você consegue levemente sentir a transição de uma personagem que tem medo de tudo se fortalecendo, tomando coragem aos poucos e lutando contra o amor até se entregar completamente.

Claro que tem bastante romantismo (até porque o tema é o amor, né?), mas também tem ação o tempo inteiro. O final desse livro é maravilhoso, agonizante, torturador até. Mas foi muito bem bolado, se a série continuar assim tem tudo pra ser uma das melhores trilogias que eu li.

Pra quem já leu (ou simplesmente não quer ler), tem um episódio piloto de uma “quase” série baseada dos livros, estrelada por Emma Roberts, que infelizmente não aconteceu. Clique aqui, e confira!

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha: Delírio – Lauren Oliver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s