Diário de Leitura: Harry Potter

Agora uma história triste:

Eu sempre tive vontade de ler Harry Potter, o único filme que assisti da série foi Harry Potter e as Reliquias da morte Parte 2 com uma amiga que teve que me explicar coisas que mesmo depois do filme tentei entender. Minha mãe me proibia de ver qualquer coisa relacionada a bruxaria. Na escola onde fiz a 2ª série tinha aula de leitura e eu nunca participei por isso.

Fim de história triste.

IMG_1022

Tenho essas edições brancas (lindas) desde o ano passado, mas sempre comprava um livro novo e passava na frente, e graças ao sorteio no #tbrjar minha leitura atual é Harry Potter e a Pedra Filosofal. Resolvi fazer um diário de leitura por que pelo instagram do blog percebi que muitas pessoas assim como eu não leram, ou vão ler com a mesma idade que eu.

Eu fiquei bem receosa quanto a leitura, por não ter lido na fase da infância/adolescência como a maioria das pessoas que hoje ainda são super fãs da série leram. Eu sinceramente, tenho muito medo de não sentir um amor imenso por essa série, por isso demorei um pouco pra ter coragem. Então a ideia e passar minha percepção a história nessa fase mais jovem que estou, pra que se alguém que tenha a mesma idade que eu e nunca leu HP possa se interessar e dividir experiencias comigo. É claro que cada leitor terá uma interpretação diferente sobre essa mesma história, mas nunca vi alguém dizer que não se encantou com HP, mesmo as que leram mais velhas, assim como eu.

A cada termino de um livro eu faço a resenha com as impressões.

Então até o próximo post. ❤

Publicidade

#TBRBookJar o que é, como funciona, e como faz uma?

Olá, no post de hoje vou mostrar pra vocês como funciona isso. Eu tenho poucos livros parados na estante, e a maioria é saga, então pra acabar de vez com minha indecisão na hora de selecionar as próximas leituras, aderi o #tbrbookjar pra eu me livrar deles de uma vez por todas, e também pra acabar com aquela velha mania de comprar um livro atras do outro e esquece-los logo depois (eu sei que você já fez isso). Primeiramente #TBRBookJar é a abreviação de “To be read book jar“, que traduzindo pro nosso português mais lindo seria “Jarro de livros para ler“. A ideia da brincadeira é fazer com que os livros que compramos e ficam lá eternamente se acumulando e juntando pó na estante sejam finalmente lidos. Agora que já sabemos basicamente o que é, como funciona? Sabe amigo secreto, que fazemos uma listinha com nomes, cortamos, dobramos e colocamos em um recipiente para fazer o sorteio? É a mesma coisa, só que com nomes dos seus livros. Lembrando que todos (TODOS) os seus livros não lidos devem estar lá. E pra brincadeira realmente funcionar é preciso que a pessoa realmente não trapace. Então é bom seguir algumas regrinhas:

  • Não tirar duas vezes (ex: “Ai não gostei, vou tirar de novo”), se isso acontecer perde completamente o sentido a brincadeira.
  • Não vale colocar livros que você não tem ou pretende pegar emprestado.
  • Todos os novos livros comprados vão para o seu jarro. (e não adianta chorar!)

Seguindo essas regras você honrara todas as dilmas que gastou na livraria. E como faz? IMG_1831 Nesse recipiente eu guardava pincéis de maquiagem, ou seja, você não precisa gastar dinheiro nenhum pra fazer a sua, apenas criatividade. A minha eu fiz assim e só usei materiais que eu já tinha em casa. IMG_1837 As imagens são auto-explicativas, então é só deixar a imaginação aparecer e fazer o seu. O primeiro livro sorteado por mim foi Harry Potter e a Pedra Filosofal, que será minha próxima leitura. IMG_1872 E para inspirar vocês, separei alguns que eu adorei:

Com estrelinhas de papél coloridas:

Se você quiser pode colocar uma frase inspiradora, ou engraçadinha como nesse exemplo:

IMG_1867

É isso, espero que vocês tenham gostado e sejam firmes no desafio, isso vale pra mim também! Até o próximo post ❤

Desafio de Janeiro: Projeto literário de 30 dias

IMG_1818

Olá! Bom, esse mês desde o dia primeiro estou realizando um desafio diário no instagram @blogliteragram (eu sei que já devia ter apresentado ele, eu sei), em que cada dia tenho respondido um pergunta dessas que vocês podem ver acima. Originalmente ele foi criado pela @marimaddox que fez lá pelo mês de agosto.

Esse desafio vai fazer com que o leitor possa conhecer um pouco do meu gosto pessoal, já que o blog tem menos que um mês de vida, e também que o leitor possa interagir.

No dia 31 de janeiro faço um balaço geral aqui no blog sobre esses 30 dias.

Espero que vocês acompanhem e gostem do que eu falo lá!

Resenha: A Lista de Brett – LORI NELSON SPIELMAN

alistadebrett

Bem sucedida na vida profissional, um relacionamento estável com um cara influente e bonito e tudo parece perfeito na vida de Brett. Pelo menos até a morte da sua mãe. Como se a dor da perda já não fosse suficiente Brett se depara com uma circunstancia inusitada: Para ter direito a sua parte da herança terá de cumprir uma lista de sonhos que fez aos 14 anos. Na lista, tem vários sonhos malucos, mas com a inocência de uma adolescente sonhadora, que aos 34 anos Brett ao menos se lembrava da maioria. É claro que sua vida vira de cabeça para baixo, e Brett com relutância aceita o desafio, que rende ao leitor, boas risadas, surpresas, e algumas lagrimas (pelo menos comigo foi assim, rs)

É louca essa conexão de mãe e filha que o livro trás, como a mãe sempre sabe o que é melhor pra gente,e nunca damos ouvidos até que BOOM, o que ela te disse era verdade mesmo. Outro ponto que me marcou muito foi, a relutância todos nós temos para sair da nossa zona de conforto e arriscar novos projetos, Brett representa isso muito bem. Durante o livro todo o leitor se encontra em uma montanha russa de sentimentos que a autora soube muito bem brincar. A gente pode se perguntar o que nossos sonhos de adolescente tem a ver com nossas ambições de adulto, mas não é raro encontrar pessoas tinham algum sonho, projeto, que desistiu pelo simples fato do esquecimento, por se deparar com dificuldades ou ficou com medo do que as pessoas ao redor vão pensar, quando na verdade nada disso importa.

Esse livro te faz querer levantar e ir lá terminar o que você começou, traçar metas e novos objetivos, ajudar as pessoas. Li ele no momento certo, que precisava desse sacode, é por isso que ele foi tão especial pra mim!

“Eu achei que a minha vida tinha sido despedaçada naquele dia, e isso realmente aconteceu, mas, tal como um membro fraturado, hoje ela está mais forte nos pedaços partidos, agora já cicatrizados.” 

O livro é tão despretensioso que no inicio é inimaginável toda a lição que você vai levar dele. É uma leitura leve, muito agradável e descontraída, eu mesma nem vi o tempo passar lendo esse livro, tanto que ainda acho que faltaram algumas paginas no fim, viu dona Lori Nelson?

Pra quem não superou o fim desse livro (assim como eu), pode aguardar um bom filme pois os direitos foram comprados pela “Fox 2000” e será produzido por Hutch Parker, o mesmo diretor de X-Man: Dias de um futuro esquecido.

Nota:10

Espero que gostem desse livro tanto quanto eu!